Espalhe por Whatsapp

O segredo da mentalidade vencedora de Michael Jordan

Ricardo Romanelli
Ricardo Romanelli

Michael Jordan é, reconhecidamente, o maior jogador de basquete de todos os tempos. Apesar de técnica e físico de elite, ele não foi o jogador mais técnico e nem o com o físico mais superior a pisar numa quadra da NBA. Mesmo assim, conseguiu superar todos os outros com um retrospecto vencedor inigualável.

Segue lá

Para isso, se dedicou a ser o melhor jogador no aspecto mental do jogo. Seus ex-adversários são unânimes em dizer que não havia jogador com mais vontade de vencer e de dominar mentalmente o jogo como ele. B.J Armstrong, que conquistou três títulos com Jordan entre 1991 e 1993, tem explicação para tanta confiança:

“Ele nunca dizia que perdeu. Ou ele ganhava, ou ele aprendia.” – B.J Armstrong.

Image title

O segredo de Jordan, portanto, era aprender com seus erros e fracassos. O exemplo de sucesso do maior de todos os tempos não deixa de ser uma lição de vida. Ao tratar cada fracasso como uma experiência de aprendizado, toda falha e insucesso se convertia em lições para aperfeiçoar seu jogo, até o ponto onde ele ficou tão confiante em seu processo e suas habilidades que a superioridade mental o tornou imbatível dentro de quadra.

O próprio Jordan, em uma de suas frases mais conhecidas, faz referência a isso:

“Errei mais de 9 mil arremessos na minha carreira. Perdi quase 300 jogos. 26 vezes, tive a bola do jogo nas mãos e errei o arremesso. Fracassei muitas e muitas vezes em minha vida, e é por isso que tive sucesso.” – Michael Jordan.

No basquete, como na vida, as dificuldades podem servir como combustível, e Michael Jordan é prova disso. Dado o sucesso que o astro alcançou dentro e fora de quadra com essa mentalidade, vale a pena refletir sobre isso.

Dá um play e confira o que rola no nosso som!