Espalhe por Whatsapp

#TBT Estilo: Nate Robinson, o baixnho voador

Ricardo Romanelli
Ricardo Romanelli

A #TBT, ou Throwback Thursday, é um fenômeno popular nas redes sociais, que pode ser traduzido literalmente para “quinta-feira do retorno”. Com esta hashtag, as pessoas compartilham lembranças, fotos, ou experiências passadas que foram marcantes ou que tenham saudade.

Com este espírito, no Hoop78 publicamos a #TBT Estilo, para homenagear jogadores do passado que, mesmo não sendo os maiores astros da NBA, sempre nos brindaram com muito estilo, jogadas plásticas e traços marcantes em seus jogos e carreiras.

O homenageado desta semana é Nate Robinson, um baixinho voador que se tornou um dos jogadores mais divertidos dos anos 2000 na NBA. Robinson entrou na liga em 2005, após três anos de uma carreira universitária onde também jogou futebol americano. Com 1,75m, ele compensava a diferença de altura para a maioria dos jogadores da NBA com sua explosividade e impulsão, representada pela impressionante capacidade de salto vertical registrada em 1,10m!

Pelo New York Knicks, seu primeiro time na liga, atuou entre 2005 e 2010, logo chamando atenção pelas enterradas explosivas. Nesta fase de sua carreira, as participações no torneio de enterradas ficaram famosas, especialmente a edição contra o pivô Dwight Howard. Ambos eram presenças frequentes na competição. Robinson foi campeão em 2006 (vencendo Andre Iguodala na final, sem a participação de Dwight), 2009 e 2010. Howard levou uma vez, em 2008, quando Robinson também não participou, e ambos também participaram em 2007, quando perderam para Gerald Green. A rivalidade de ambos foi um dos pontos altos do torneio nesta década. O confronto direto, em 2009, foi vencido pelo baixinho. Com a conquista de 2010, ele se tornou o primeiro e único tricampeão do torneio. Em uma das enterradas mais marcantes, pulou sobre Spud Webb, outro baixinho voador que conquistou a liga entre os anos 1980 e 90.

Além das enterradas, o baixinho era conhecido por jogar com muita garra e energia, frequentemente sendo um dos líderes dos vestiários por que passava. Na trade deadline de 2010, foi negociado com o Boston Celtics, e fez parte do time que chegou à Final daquele ano. No ano seguinte, foi trocado para o Oklahoma City Thunder, de onde seria dispensado. Após rápida passagem pelo Golden State Warriors, jogou 2012-13 pelo Chicago Bulls, onde alcançou um feito notável. Com o Bulls enfrentando o então campeão Miami Heat, de LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh, Robinson anotou 27 pontos e 9 assistências na única vitória do Bulls na série, se juntando a Michael Jordan, Scottie Pippen e Derrick Rose como únicos atletas da franquia de Chicago a registrarem pelo menos 25 pontos e 9 assistências num jogo de playoffs.

Entre 2013 e 2016, passou a maior parte do tempo no Denver Nuggets, com rápidas passagens por Los Angeles Clippers e New Orleans Pelicans. Já veterano e sem a explosão de outrora, a diferença de altura lhe fazia sofrer numa NBA cada vez mais física. Entre 2016 e 2018, mesclou passagens pelo basquete israelense, G-League, Venezuela, e Líbano, onde atualmente joga pelo Homenetmen Beirut B.C., além de atuar pelo Tri-State da BIG3, liga de Ice Cube dedicada a basquete 3x3.

Nate Robinson foi um vídeo de highlights ambulante durante seu tempo na NBA, conquistando torcedores com suas enterradas, força de vontade, coração e muito estilo!


Dá um play e confira o que rola no nosso som!