Espalhe por Whatsapp

5 ideias que deixariam o All-Star Game da NBA espetacular

Renato Campos
Renato Campos
Ricardo Romanelli
Ricardo Romanelli

Já foi tempo em que o All-Star Game era um jogo disputado pelos melhores jogadores de seus times, divididos pelas conferências de onde fazem parte. Já faz tempo que a partida que fecha o fim de semana das estrelas, é essencialmente um jogo de 48 minutos cheio de enterradas facilitadas pelo mínimo de defesa aplicada pelo time adversário.

Ainda bem que o comissário Adam Silver também pensa assim.

Em uma reunião entre Silver e o representante dos jogadores na NBA Chris Paul, ficou decidido que o jogo precisa sofrer alterações para que volte a ser um atrativo nas próximas edições.

Para aquecer o debate, vamos listar abaixo cinco ideias que poderiam ser implantadas em um novo formato de jogo, que trariam a emoção de volta ao clássico jogo das estrelas.

1. Divulgar os times titulares na hora do jogo

Já pensou como seria ter a escalação titular apenas na hora da apresentação dos times? Antes mesmo do jogo começar, o clima já seria de suspense. Quem seriam os escolhidos? A seleção pode ser interna, entre os próprios jogadores ou mesmo pelos respectivos treinadores. Assim, a votação do público seria por cinco jogadores que eles gostariam de ver jogando, e não necessariamente para serem os titulares.

2. Mais molecada

De alguma forma, o complemento do elenco do jogo principal teria que ser feito pelos dois melhores jogadores de cada time no confronto entre os calouros e secundaristas, que costuma acontecer às sextas-feiras do All-Star Weekend. Além de levar os garotos para a partida com os veteranos, já imaginou a disputa entre eles para conquistar a tão sonhada vaga?

3. Ponte-Aérea vale quatro pontos!

O que mais se vê durante o jogo são as fáceis ponte-aéreas. Na maioria das vezes, sem muita ou nenhuma resistência defensiva. Já pensou como seria o impacto se elas valessem quatro pontos? A medida faria com que a defesa adversária ficasse mais ligada no jogo e evitaria os placares super elásticos. Por outro lado, uma ponte-aérea convertida teria um peso maior e ainda seria mais comemorada.

4. Duelos entre 'rivais' definido antes do jogo

Quantas vezes você já ouviu que determinada partida teria o duelo entre jogadores, que na real nunca acontecem, por jogarem em posições diferentes? Imagine se antes da partida, fossem decididos quem duelaria com quem durante todo o jogo. Se o jogador X estiver com a bola, só o jogador Y poderá marcá-lo. Caso contrário, falta técnica com lance livre pro time que tiver no ataque. A medida incentivaria demais a rivalidade dentro da partida e por consequência duelos épicos que não temos visto há um bom tempo, aconteceriam novamente.

5 . A conferência vencedora, define o mando de quadra das finais

Sim, essa é radical. Mas já imaginou o resultado do All-Star Game decidir o mando de quadra na série final da temporada? Pode parecer absurdo, mas nem é tanto. A medida inclusive já acontece com a MLB, liga de beisebol do país. Siga o raciocínio: os técnicos dos respectivos times já são os representantes dos melhores times da liga, os jogadores destes melhores times, sempre fazem parte do elenco. Já parou pra pensar o quanto ficaria disputada a partida e o quanto esses jogadores em questão incentivariam os demais? O mando de quadra pode ser capital em uma final, e sem dúvida o All-Star game ganharia ainda mais emoção.

Essas são algumas ideias que acreditamos poder incendiar já o próximo All-Star Game que acontece em Los Angeles. Você, tem alguma outra ideia? Vamos montar uma lista das melhores e preparar um documento para enviarmos para a NBA Brasil, quem sabe a sua não possa ser levada em consideração?!

Conte pra gente!

Dá um play e confira o que rola no nosso som!