Espalhe por Whatsapp

NBA: Kevin Durant pode estar recrutando ex-companheiro de LeBron James para o Nets

03 de Julho

A temporada do Nets foi interrompida quando o Milwaukee Bucks fechou a série em um emocionante Jogo 7, para deixar pelo caminho mais um candidato a título. Para Kevin Durant, isso o levou a uma entrada precoce na offseason.

Pelo que os reports desta semana indicam, Kevin Durant não está perdendo tempo. Depois de se comprometer a jogar às Olimpíadas de Tóquio, Durant deu um passo além, assumindo o papel de recrutador do Nets.

Antes das Olimpíadas, o elenco de 12 jogadores da seleção americana vai treinar em Las Vegas entre os dias 6 e 19 de julho. Por lá a equipe fará alguns jogos treino. E enquanto a equipe ganha entrosamento em Vegas, Durant terá um novo colega de quarto.

De acordo com o repórter da NBA Erik Slater, Kevin Durant e Kevin Love irão compartilhar o quarto de hotel em Nevada no período de treinos da seleção. Slater citou uma fonte, que afirmou que Kevin Love é um dos alvos do Nets para a offseason, e o fato dos dois compartilharem o mesmo quarto, pode não ser tão coincidencia assim.

Love, cinco vezes All-Star, se juntaria a um grupo no Brooklyn que já inclui um punhado de outros All-Stars como o próprio Durant, Kyrie, Harden e Griffin.

Kevin Love não deve ficar em Cleveland

Jason Lloyd, que cobre o Cavs para o The Athletic, disse em um report no final de abril que: “Pode ser a hora de o Cavs e Kevin Love se separarem”.

Lloyd detalhou a tênue relação de Love com o Cavs em seu texto, e então começou a explicar para onde ele acha que tudo isso vai levar:

"Se esse fosse um incidente isolado, o que aconteceu na segunda-feira (quando Love basicamente desistiu de jogar durante um jogo em abril) poderia não ter explodido como aconteceu. São todos os outros eventos anteriores à segunda-feira entre Love e o Cavs que nos trouxeram aqui. No final das contas, ambos os lados podem concordar com uma buyout. Love tem cerca de US$ 60 milhões restantes em seu contrato para os próximos dois anos. Blake Griffin, outro cliente de Jeff Schwartz, devolveu US$ 13 milhões dos US$ 75 milhões devidos a ele para sair de Detroit. Se Love quiser devolver US$ 10 milhões ou US$ 15 milhões, o Cavs pode entrar em acordo e mandá-lo embora. Eles podem usar o dinheiro devido a ele, e certamente não seria a primeira vez que Dan Gilbert pagou pessoas para não trabalharem para ele.

Um reencontro de Kyrie-Love no Brooklyn?

Em dezembro de 2020, Love disse à Forbes: “Quando eu tinha 18 anos, escrevi em um caderno que queria ter um apartamento e morar em Nova York quando tivesse 30 anos”.

No início de 2020, Love viu seus sonhos de Nova York se concretizarem quando se mudou para um apartamento de três quartos em uma construção nova à beira-mar em Tribeca.

O Barclays Center fica a poucos passos de distância.

Além do sonho realizado em morar em Nova Iorque, o Nets significaria para Love no que diz respeito a se reunir com Kyrie Irving, que foi colega de Cavs de 2014-17, incluindo a temporada de 2016 para o título da NBA.

Lloyd escreveu em dezembro que "Love e Irving nunca foram particularmente próximos durante seu tempo juntos. A maioria dos jogadores dessas equipes do Cavs se cansou dos problemas de Irving, como não falar com ninguém no treino.”

Essa análise veio próximo a decisão de Irving no início da temporada 2020-21 de não falar com os repórteres, a quem ele se referiu como "peões".

Love se opôs aos "peões", chamando-os de "sinal seguro de desrespeito".

“Eu entendo de onde Kyrie está tentando melhorar a vida de várias pessoas, mas eu simplesmente não sou uma pessoa divisora, então é onde eu fico nisso”, disse Love, por meio de Spencer Davies do Basketball News. “Eu amo Kyrie. Eu sei que ele mudou, não sei o que está acontecendo, mas novamente, eu simplesmente não sou uma pessoa que divide. Acredito que todos têm um papel a desempenhar, desde que a intenção esteja lá e venha de um bom lugar. ”

É claro que Love ainda tem muito respeito por Irving; no início de abril, ele disse ao USA Today que uma final entre o Nets de Irving e o Lakers de LeBron seria histórica.

Veja a seguir: 3 times que podem tentar convencer Kawhi Leonard a deixar o Clippers

A verdadeira questão quando se trata de um cenário 'Love-to-Brooklyn', é claro, diz respeito a como Love se encaixaria com o Nets da próxima temporada. O jogador não é mais o All-Star de quando estava no auge, mas, como Griffin, ele poderia ser valioso em um papel menor para um candidato a título como o Brooklyn.

Love, de 32 anos, teve uma média de 18 pontos e 11 rebotes em 738 jogos ao longo de sua carreira na NBA, mas esses números caíram para 12.2 e 7.4 em 25 jogos na temporada passada pelo Cleveland.

Fique por dentro

NBA: Stephen Curry é um dos cinco melhores jogadores de todos os tempos?

Bradley Beal decidiu seu futuro para a próxima temporada da NBA

NBA: Kyrie Irving revela porque agiu de forma agressiva com torcida do Celtics

Acompanhe o Hoop78

No Instagram

No Spotify

Curta o som Hoop78!