Espalhe por Whatsapp

8 recordes da NBA que dificilmente serão superados

Renato Campos
Renato Campos
13 de Abril


A cada ano que passa, mais recordes são batidos na NBA. Com a preparação física e técnica dos jogadores, alguns números tem sido superados nos últimos anos e nesta temporada em particular, tivemos bons recordes individuais. Russell Westbrook chegou a marca de 42 triple-doubles na temporada e acabou batendo o recorde anterior de Oscar Robertson. James Harden se tornou o primeiro atleta na história da NBA a registrar pelo menos 2 mil pontos, 900 assistências e 600 rebotes em uma única campanha e o grego Giannis Antetokounmpo também se tornou o primeiro jogador a ficar nas primeiras 20 posições das cinco principais estatísticas do esporte.

Mas você já parou para analisar uma série de recordes que talvez nunca sejam superados, como por exemplo os 100 pontos de Wilt Chamberlain em apenas uma partida? Vamos a alguns deles.

As 33 vitórias consecutivas do Lakers de 71

Na temporada 1971-72, o Lakers era o time da vez na NBA e parecia que nenhum outro conseguiria parar a equipe formada por Elgin Baylor, Wilt Chamberlain, Gail Goodrich, Pat Riley e Jerry West que atropelou seus adversários por 33 vezes consecutivas. O time acabou se sagrando campeão da edição com uma campanha de 69 vitórias e apenas 13 derrotas. O time que chegou mais próximo do feito recentemente foi o Warriors de Stephen Curry em 2015 o qual iremos abordar ao longo da matéria.

A vitória com diferença de 68 pontos

Image title

Com uma vitória por 148-80, em dezembro de 1991, o Cavs de Mark Price fazia história ao vencer o Heat com a maior diferença de pontos em uma partida. No intervalo do jogo, o Cavs vencia por 20 e quatro de seus jogadores já tinham digítos duplos em pontuação. Logo no início do terceiro período, o Cavs voltou com a mesma intensidade e aplicou uma sequência de 17-2, o que fez o técnico Kevin Loughery do Heat colocasse todos os seus titulares no banco de reservas de uma só vez. No segundo tempo, o Heat marcou apenas 27 pontos tomando um vareio no último período de 42-13. Mark Price e John Battle foram os cestinhas do Cavs com 18 pontos. Além deles, mais oito jogadores terminaram o jogo com mais de 10 pontos.

24 vitórias seguidas no inicio de uma temporada do Warriors

A temporada 2015-16 já seria especial para o Warriors que comemorava 70 anos da sua fundação. O time defendia o título e acabaram se tornando a franquia com o melhor campanha da história com 73-9, batendo o antigo recorde do Bulls de 72-10. Para coroar o recorde no final da temporada, o time comandando pelo até então interino Luke Walton, venceu os seus primeiros 24 jogos da, lavando o recorde anterior do Rockets e do Washington Capitols que era de 15-0.

Image title


Bill Russell e seus 11 títulos

Dificilmente alguém vai conseguir bater o recorde de 11 títulos do ex-jogador do Celtics. Você consegue entender a dimensão da quantidade de títulos que essa lenda conquistou? Para se ter ideia, Russell jogou 13 temporadas pela NBA e em apenas duas delas não se sagrou campeão. Seguindo os passos de pioneiros como Earl Lloyd, o qual contamos sobre o seu documentário que será lançado, Chuck Cooper e Sweetwater Clifton, Russell foi o primeiro jogador afroamericano a atingir status de superastro na NBA.

As 30 assistências do Scott Skiles

O Orlando recebia na noite do dia 30 de dezembro a equipe do Denver Nuggets. As duas equipes estavam mal na temporada, e amargando 23 derrotas até então, o que os diferenciava era apenas uma vitória a mais do Magic que tinha conquistado apenas sete naquele momento. De um lado Mahmoud Abdul-Rauf comandava o Nuggets e do outro Scott Skiles liderava o Magic antes da era Shaq e Penny. Naquela noite, o armador do Magic terminou a partida com 30 assistências além de 22 pontos em uma das atuações mais fantásticas que a torcida de Orlando já viu. O que é mais incrível neste recorde de Skiles é justamente pensar que seus companheiros precisaram converter seus arremessos para que sua assistência fosse computada. O time venceu o Nuggets por 155-116 e teve um aproveitemento de 57 por cento de lances de quadra. O feito de Skiles colaborou para uma série de recordes quebrados pela franquia naquele jogo. Os 155 pontos e os 83 até o intervalo também continuam sendo recorde do Magic e também a maior margem de vitória com 39 pontos de diferença.

John Stockton e seu número absurdo de assistências e roubos de bola

John Stockton é um daqueles caras que deixaram a NBA sem um título por causa de duas palavras: Michael Jordan. Apesar deste 'detalhe' o jogador do Jazz teve uma baita de uma carreira nas suas 19 temporadas comandando o time de Utah. Stockton detém dois recordes que dificilmente algum outro jogador vai conseguir superar. O ex-armador é o maior ladrão de bolas da liga com nada menos que 3,265 roubos. Na segunda posição, o hoje técnico do Bucks Jason Kidd, ficou bastante distante de Stockton com 2.684 roubos. Para se ter uma ideia de como o jogo mudou através dos anos, o primeiro jogador em atividade que aparece na lista dos TOP25 da história, é Chris Paul na 15ª posição com 1.913 roubos de bola.

Também como principal marca do jogador, Stockton lidera o quesito assistências da liga. Assim como na lista dos 25 maiores ladrões de bola, a lista dos maiores passadores da NBA tem pontos muitos parecidos entre elas. Jason Kidd ocupa a segunda posição e Chris Paul é o jogador em atividade mais próximo, ocupando a décima posição. Para se ter ideia da diferença, Stockton terminou a carreira com 15.806 assistências e Chris Paul tem pouco mais de 8.000 atualmente.

Os 11 títulos de Phil Jackson como técnico

Apesar de termos nomes de peso comandando os times da NBA como por exemplo o técnico Gregg Popovich pelo Spurs, dificilmente ele irá chegar a marca dos 11 títulos como treinador de Phil Jackson. Em uma carreira de 22 anos, Jackson venceu a metade. Foram seis títulos com o Bulls de Michael Jordan e cinco com o Lakers de Shaq e Kobe Bryant.

Lembra de algum outro grande recorde? Conta pra gente!

Curta o som Hoop78!