Espalhe por Whatsapp

Adam Silver: transmissões dos jogos são feitas da mesma forma há 30 anos

Renato Campos
Renato Campos

Já imaginou, que daqui há alguns anos, assistir uma partida de NBA pode ser uma experiência bastante parecida como acompanhar uma disputa de Counter-Strike ou o seu jogo de videogame favorito? Pois é exatamente assim que o comissário da NBA Adam Silver, propõe que sejam as transmissões de um futuro próximo, durante entrevista na última semana no Code Commerce de Nova Iorque.

Se você está ambientado com o Twitch, plataforma de streaming ao vivo que foi criada com foco em jogos de videogame que já atraiu algo em torno de 600 milhões de visualizações este ano, vai entender o que estou falando. O plano é exatamente este.

A maneira que nossos jogos são transmitidos na ESPN, por exemplo, é essencialmente a mesma de 30 anos atrás. Adam Silver

Para Silver, imagem em alta definição e celulares trouxeram um grande impacto para o esporte, mas a forma de que os jogos são transmitidos se mantevem a mesma. Segundo ainda o comissário, o formato exibido pelos canais hoje é uma experiência majoritariamente passiva.

Image title

Twitch: plataforma líder mundial de vídeos ao vivo para jogos

Se você for ao Twitch, por exemplo, é possível acompanhar todas as competições. Existe um diálogo constante entre quem está assistindo. Existem centenas de informações na tela que estimulam a intereção dos torcedores. O maior barato da plataforma é o chat ao vivo, que pode dar à audiência a chance de comandar a experiência de quem está transmitindo através do bate-papo.

Pelo jeito, as transmissões dos jogos da NBA daqui há poucos anos, será bastante diferente.

Curta a Hoop78 no Facebook