Espalhe por Whatsapp

NBA: Porque o Warriors é um forte candidato para conquistar Damian Lillard

Renato Campos
Renato Campos
30 de Junho

O armador do Blazers, Damian Lillard, recentemente expressou publicamente seu descontentamento com a organização - uma jogada que, na NBA moderna, muitas vezes provou ser um prelúdio para uma separação.

Em outras palavras, devido à forma como o Blazers lidou com sua recente busca por treinadores e ao fato de que eles não foram capazes de formar um time do calibre do título, em seus nove anos em Portland, Lillard pode estar procurando por uma mudança de cenário. E coloque nesta pauta o Golden State Warriors.

Os Dubs podem ser mencionados em todo e qualquer rumor de troca de grandes nomes nesta offseason, já que Klay Thompson retorna depois de dois anos afastado devido a uma lesão e os 3 grandes da equipe procuram se preparar para outra corrida para as finais da NBA. O Warriors têm muitos jovens ativos para negociar em uma troca por uma estrela, incluindo o pivô James Wiseman, juntamente com as escolhas nº 7 e nº 14 no próximo draft da NBA.

Mas com várias estrelas potencialmente em rumores de saída de seus times atuais, incluindo Bradley Beal, Pascal Siakam e Ben Simmons, as questões relevantes sobre Lillard giram em torno de seu relacionamento com o Warriors e seu contrato com os limites salariais já apertados da equipe.

O Warriors pode fazer contratos funcionarem para troca por Lillard

Lillard tem quatro anos e US$ 176 milhões restantes em seu contrato com o Portland, o que seria uma quantia difícil para o Warriors absorver no que já é o elenco mais caro da liga. No entanto, se o time incluísse Andrew Wiggins em um acordo teórico com o Blazers, a matemática funcionaria.

A NBC Sports informou que, de acordo com a máquina de negociação da ESPN, uma transação que incluísse os dois anos e US$ 65 milhões restantes no contrato de Wiggins permitiria às equipes cumprir os requisitos contratuais da NBA para tal acordo.

Mas Wiggins sozinho provavelmente está muito aquém do que os Blazers gostariam de trocar com Lillard, que é indiscutivelmente um dos dez melhores jogadores da liga. Incluir Wiseman e uma, ou ambas, as escolhas de primeira rodada do Warriors no próximo draft, pode ser o suficiente para superar quaisquer outras ofertas que Portland irá receber.

Esse pacote potencial levanta a questão de quanto Lillard vale para o Golden State, especialmente considerando a composição da equipe como ela está atualmente.

Lillard se encaixa com o Warriors?

Se o Brooklyn Nets provou algo com suas aquisições de Kevin Durant, Kyrie Irving e James Harden, é que não existe talento demais em uma equipe - mesmo que uma coleção de estrelas represente alguns conjuntos de habilidades redundantes.

Lillard é um armador com domínio da bola, frequentemente comparado a Steph Curry tanto no estilo de jogo quanto no nível de talento. Os dois na quadra juntos parece que pode ser uma dupla boa demais, já que a presença de um dilui, até certo ponto, a do outro.

No entanto, Curry mostrou uma propensão a jogar com sucesso sem a bola, algo que Lillard teoricamente também poderia fazer, especialmente considerando que ambos são atiradores de elite de longa distância.

Thompson já está acostumado a jogar sem bola até a hora de acertar um grande chute de três pontos, e Draymond Green sempre esteve disposto a se submeter à superioridade ofensiva de seus companheiros de equipe.

Um esquadrão emparelhando Lillard com os 3 grandes do Warriors seria devastador de uma perspectiva ofensiva. Curry arremessa 43,3% de três na carreira, enquanto Lillard ostenta uma marca de 37,5%. Thompson também atira 41,9% à distância.

Portanto, embora a defesa nesta hipotética quadra de defesa do Warriors seja problemática para dizer o mínimo, em uma boa noite de arremessos é difícil imaginar a maioria das equipes da NBA capaz de acompanhar o trio Lillard / Curry / Thompson.

Os jogadores intocáveis de todo time da NBA

Talvez o maior obstáculo para Lillard acabar de volta à Bay Area, onde o armador cresceu, é que o Blazers provavelmente hesitaria em trocar seu melhor jogador por um grande rival da conferência. No entanto, se Portland acabar negociando Lillard, a franquia terá que recomeçar do zero, e a pilha de jovens ativos que os Warriors pode oferecer podem resolver o problema.

Fique por dentro

NBA: Kyrie Irving revela porque agiu de forma agressiva com torcida do Celtics

Draymond Green fica indignado com escolha da NBA

NBA: Steve Nash preocupa ao falar de atual situação de Ben Simmons

Acompanhe o Hoop78

No Instagram

No Spotify

Curta o som Hoop78!